Ouça agora

ALVORADA MUSICAL

com PAULO MARQUES

Agricultura

Entidades apresentam reivindicações para o Plano Safra 2021/2022

  • 21/05/2021 - 10:08
  • Atualizado 21/05/2021 - 10:10
Entidades apresentam reivindicações para o Plano Safra 2021/2022
Wenderson Araujo/Confederação Nacional da Agricultura

Mesmo em um cenário de indefinição orçamentária, entidades vinculadas à agropecuária encaminharam suas reivindicações ao governo federal para o próximo Plano Safra, que ainda não tem data para ser lançado. Entre as prioridades estão o acesso ao crédito, fortalecimento do seguro e ampliação dos tetos de financiamento do Pronaf e do Pronamp. As inmformações são do jornal Correio do Povo.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) entregou na quarta-feira um documento com propostas à ministra da Agricultura, Tereza Cristina. A entidade tenta garantir um orçamento de R$ 15 bilhões para equalização de taxa de juros e de R$ 1,6 bilhão para a subvenção econômica ao Prêmio do Seguro Rural.

O economista-chefe do Sistema Farsul, Antonio da Luz, ressalta que o documento foi elaborado num contexto de escassez de recursos disponíveis para o Plano Safra. “Foi um caderno de propostas construído a partir de uma série de indefinições importantes”, pondera. Mesmo assim, entre as prioridades estão ajustes nos enquadramentos do Pronaf e Pronamp, motivado pelo aumento nos custos de produção, e a ampliação do seguro. “A principal política agrícola demandada pelo setor é de fato o seguro rural”, observa da Luz.

A agricultura familiar também está mobilizada. A Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) encaminhou ao Ministério da Agricultura uma pauta de negociação com dez áreas prioritárias, incluídos os pleitos da Fetag/RS. Entre as reivindicações estão a ampliação do volume de recursos do Pronaf Crédito, redução de taxas de juros e fortalecimento do crédito fundiário. “Para plantar a mesma área do ano passado, precisamos de 30% a 40% a mais (de recursos), já que os custos vão subir”, ressalta o presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva.

Nesta quinta-feira, na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, o deputado Heitor Schuch fez um apelo para que seja votado o PLN 4, que recompõe os recursos orçamentários da agricultura. Há a expectativa de que a votação ocorra na próxima terça. Caso contrário, pode haver atraso no Plano Safra.

Fonte: Redação