Ouça agora

ALVORADA MUSICAL

com PAULO MARQUES

Agricultura

Fetag denuncia ao INSS empréstimos consignados feitos sem autorização de aposentados

  • 17/05/2021 - 10:23
  • Atualizado 17/05/2021 - 10:28
Fetag denuncia ao INSS empréstimos consignados feitos sem autorização de aposentados

As denúncias de depósitos de empréstimos consignados efetuados por bancos e financeiras nas contas de aposentados e pensionistas do INSS de forma indevida foram encaminhadas pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura ao presidente do INSS, Leonardo Rolim.

O dossiê com mais de 77 páginas também foi entregue à Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados pelo deputado federal Heitor Schuch, presidente da Comissão da Agricultura Familiar.

Chama a atenção o fato de que diversos aposentados e pensionistas tiveram seus dados de acesso ao aplicativo Meu INSS violados e alterados, o que permitiu que bancos e financeiras acessassem as contas e solicitassem os empréstimos sem o conhecimento do segurado.

Os casos contidos no dossiê são apenas exemplos para comprovar as denúncias, pois há centenas de outros casos que já foram registrados junto aos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, inclusive em Três de Maio.

Conforme a presidente do sindicato local, Anísia Trevisan, a entidade está auxiliando os aposentados e pensionistas lesados a fazerem a devolução dos valores referentes aos empréstimos não solicitados e restabelecerem a senha do Meu INSS.

- Pedimos aos agricultores familiares aposentados lesados que procurem a agência do INSS para gerar um senha provisória e depois venham ao sindicato para imprimir um extrato do INSS e do banco. Também é necessário fazer um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil e , por fim, se dirigir a Defensoria Pública, junto ao Fórum, para bloquear o empréstimo imediatamente - explica Anísia.

A Fetag exige providências urgentes do governo para que essas instituições sejam descredenciadas do Sistema Financeiro Nacional e proibidas de fazer novos consignados à aposentados e pensionistas. A federação quer ainda que sejam bloqueados os consignados para benefícios previdenciários, podendo ser liberados somente presencialmente em uma agência do INSS ou no banco pagador do benefício.

Fonte: Redação