Ouça agora

EXPRESSO 94

com JOTA MORAES

Eleições

MDB abre mão de candidatura própria e decide indicar vice de Eduardo Leite

  • 31/07/2022 - 20:50
  • Atualizado 31/07/2022 - 20:50
MDB abre mão de candidatura própria e decide indicar vice de Eduardo Leite
MDB/RS/Divulgação

Em convenção neste domingo (31/07) o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) aprovou, por 239 votos favoráveis, o indicativo do diretório nacional de o partido e abrir mão da candidatura prória ao governo do Estado e selar aliança com o PSDB para a disputa ao Palácio Piratini nas eleições de 2022.

Ainda foram registrados 212 votos pela candidatura própria, 18 nulos e 4 brancos, contabilizando um total 473 votos, o que representa adesão de 72% dos convencionais. O evento ocorreu no Auditório Dante Barone, na Assembleia Legislativa do Estado.

A indicação do deputado Gabriel Souza para a candidatura de vice-governador na chapa encabeçada por Eduardo Leite será formalizada nos próximos dias pela Executiva Estadual. 

Acompanhado da esposa Talise, da filha Dora e dos pais Cleci e Danton, Gabriel defendeu que, mais do que o resultado da convenção, o mais importante é a união do MDB. “Temos que estar juntos e unidos. É a unidade o que mais importa”, afirmou.

Fazendo um retrospectivo de suas andanças pelo o Rio Grande do Sul, com mais de 100 municípios em quatro meses, Gabriel contou um pouco do que foi essa experiência e também falou sobre a responsabilidade do partido com o Estado, “Fazemos política para melhorar a vida das pessoas. E o MDB tem esse compromisso”, garantiu.

Aproveitou para agradecer a cada militante que esteve com ele nessa jornada. “A Convenção Estadual é o espaço mais plural, democrático e oficial. Está na hora de decidirmos, enfrentarmos a realidade e seguirmos em frente”, finalizou.

Mestre em Direito, pós-graduado em Gestão Pública e médico veterinário, Gabriel Souza, 38 anos, reside em Tramandaí, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Nas eleições de 2018, recebeu 52.953 votos, para o seu segundo mandato na Assembleia gaúcha, sendo o mais votado do MDB. Foi presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul em 2021, com uma gestão baseada na democracia ativa e interativa e na retomada do RS pós-pandemia. Atualmente é o primeiro-secretário da Executiva Nacional do MDB e membro do conselho curador da Fundação Ulysses Guimarães (FUG).