Ouça agora

REDE GAÚCHA SAT

Saúde

Governo reforça importância da dose de reforço contra a Covid-19

  • 11/05/2022 - 20:06
Governo reforça importância da dose de reforço contra a Covid-19
Foto: Secretaria Estadual da Saúde do MS/Divulgação

O Gabinete de Crise identificou um leve aumento no número de casos confirmados de Covid-19 no Estado. Embora não haja, neste momento, preocupação em relação a internações, o governo do Estado aponta a importância de que a população busque a dose de reforço da vacina contra o Sars-CoV-2. Cerca de 79,5% da população residente no RS está com o esquema vacinal primário (duas doses) completo, mas apenas 49,9% tomou a dose de reforço, completando o esquema vacinal. 

Em Três de Maio foram registrados 15 novos casos de Covid-19 nos três primeiros dias desta semana. De acordo com o boletim da Secretaria Municipal da Saúde, atualizado diariamente, foram cinco registros na segunda-feira (09/05), seis ontem (10/05) e novamente cinco hoje (11/05.) Não há nehuma internação por Covid no Hospital São Vicente de Paulo neste momento.

Até o momento, 93,1% da população vacinável do Estado já recebeu pelo menos uma dose ou dose única; 84,8% está com o esquema primário completo (com a segunda dose ou dose única); e 53,2% das pessoas já receberam três doses do imunizante.

Na última semana, a média móvel de casos confirmados de Covid-19 cresceu em 15%. Com isso, a incidência semanal no Estado é 132,2 casos a cada 100 mil habitantes.

No mesmo período, o número de pacientes internados, entre suspeitos e confirmados, aumentou em 13 –  23 a mais, em leitos clínicos, e 10 a menos, em UTI. No momento, a taxa de ocupação das UTIs do RS é de 67,5%. Houve 44 óbitos na semana, média de 6,3 óbitos por dia.

A média móvel dos últimos sete dias de internados em leitos clínicos, entre suspeitos e confirmados, é de 341. Isso representa uma estabilidade percebida desde 25 de abril, embora exista elevação nos últimos três dias. Já a média móvel do mesmo período de internados em UTIs, entre suspeitos e confirmados, é de 139, o que também evidencia uma estabilidade nas últimas três semanas.

Fonte: Redação