Ouça agora

ALVORADA MUSICAL

com PAULO MARQUES

Eleições

Josias Correa permanece no Republicanos e confirma pré-candidatura a prefeito

  • 06/04/2020 - 13:02
  • Atualizado 06/04/2020 - 18:28
Josias Correa permanece no Republicanos e confirma pré-candidatura a prefeito
Reprodução/Facebook

O vereador que quisesse mudar de partido para se candidatar à reeleição ou a prefeito nas eleições municipais deste ano teve até sexta-feira, 3 de abril, para fazer a troca, na chamada “janela partidária”.

Inserida na legislação pela minirreforma eleitoral de 2015, a janela era a única oportunidade em que o detentor de cargo eletivo proporcional poderia mudar de partido livremente, sem risco de perder o mandato.

O prazo para a janela partidária sempre se encerra seis meses antes do pleito. Neste ano, o primeiro turno está marcado para 4 de outubro, e o segundo turno, no dia 25 do mesmo mês.

Em Três de Maio havia comentários que o vereador Josias Correa poderia deixar o Republicanos para se filiar em outro partido. Embora já anunciado pelo coordenador regional da sigla, Dr. Benedetti como pré-candidato a prefeito, Josias recebeu o convite de outras agremiações, como ele mesmo revelou em entrevista na Colonial FM na manhã de hoje.

Ele afirmou que o Republicanos já tem um plano de governo para Três de Maio e existe até a possibilidade de disputar o pleito em uma chapa pura, isto é, o candidato a vice seria também do partido.

- Alguns partidos me fizeram convite. Mas o Republicanos esteve comigo desde o início do meu mandato na Câmara de Vereadores, então não poderia agora sair do partido. Nosso partido tem um plano de governo para Três de Maio, vamos avançar em políticas públicas, dialogando com a população – disse o vereador.

Josias também comemorou o fato de o prefeito do município de Colatina (ES), Sergio Meneguelli, ter se filiado ao Republicanos. O vereador três-maiense costuma compartilhar nas redes sociais conteúdos publicados por Meneguelli, que ficou famoso por suas aparições nas ruas da cidade do estado do Espírito Santo.

Calendário eleitoral

Outras datas previstas no calendário eleitoral devem ser seguidas pelos candidatos e partidos que vão disputar o pleito.

Em 16 de junho, o TSE deve divulgar o valor corrigido do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), criado pelo Congresso Nacional. Conforme o orçamento da União, R$ 2 bilhões estão previstos para o fundo.

Em julho, os partidos estão autorizados a promover as convenções internas para escolha de seus candidatos, que deverão ter os registros das candidaturas apresentados à Justiça Eleitoral até 15 de agosto.

No dia seguinte, a propaganda eleitoral está autorizada nas ruas e na internet até 3 de outubro, dia anterior ao primeiro turno.

Em setembro, a partir do dia 19, nenhum candidato poderá ser preso, salvo em flagrante. No caso dos eleitores, a legislação eleitoral também proíbe a prisão nos dias próximos ao pleito. No dia 29, eleitores só podem ser presos em flagrante.

Fonte: Redação