Horário sem programação!

Política

Lula e Alckmin fazem primeira viagem oficial juntos ao RS

  • 02/06/2022 - 13:04
  • Atualizado 02/06/2022 - 19:38
Lula e Alckmin fazem primeira viagem oficial juntos ao RS
Assessoria de Imprensa do ex-presidente Lula

Ao visitarem o Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (01/06), Luis Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin realizaram a primeira viagem oficial juntos como pré-candidatos à Presidência da República desde o anúncio da pré-candidatura. 

No discurso que encerrou o ato público em Porto Alegre, na casa de shows Pepsi On Stage, na noite de ontem Lula destacou a necessidade de uma união para melhorar a vida do povo. Lula lembrou programas e ações que beneficiaram a população nos governos dele e da ex-presidente Dilma Roussef, como o Minha Casa, Minha Vida, a ampliação da educação e outros programas nacionais, e que a ONU havia retirado o país do Mapa da Fome em 2014. 

“A gente, que acredita no humanismo, na fraternidade e na solidariedade, que acredita na necessidade de estender a mão para quem tem menos do que a gente. Eu não sei como vocês se sentem quando vocês passam na rua de Porto Alegre e vêem mulheres e crianças dormindo na rua, como é possível? Não tinha mais gente passando fome neste país”, falou ele, lembrando o reconhecimento da ONU.

O ex-presidente pediu a união dos partidos aliados no Rio Grande do Sul para que, juntos, trabalhem para dar mais dignidade ao povo gaúcho. “Não custa nada sentarem mais uma vez na vida e dar esse povo de presente a unidade, é o mínimo que o povo espera de nós. Vamos nos juntar para fazer esse povo feliz e ganhar as eleições.”

O ato estava previsto para as 18h, mas a chegada de Lula foi anunciada apenas 34 minutos depois. Ao atingir 5,5 mil pessoas presentes, o Pepsi on Stage ficou lotado e os portões foram fechados perto das 17h45min. Uma parte do público teve que acompanhar o evento do lado de fora.

Lula surgiu no palco às 19h03min, ao lado da esposa, Janja, e Alckmin. Junto da ex-presidente Dilma Rousseff, os três foram até a passarela instalada à frente do palco para saudar os militantes.

Foram chamados a discursar representantes do PV, do Solidariedade, do PCdoB,  do PSOL e do PT. 

Em 2018, Jair Bolsonaro venceu em 407 das 497 cidades gaúchas no 2º turno. Em geral, ele obteve 63,24% dos votos válidos e Fernando Haddad (PT), 36,76%. No primeiro turno, o presidente eleito teve 52,63% e o petista, 22,81% no RS.