Horário sem programação!

Agricultura

Lactalis ultrapassa Nestlé e assume liderança mundial em lácteos

  • 01/09/2021 - 13:10
  • Atualizado 01/09/2021 - 17:17
Lactalis ultrapassa Nestlé e assume liderança mundial em lácteos
Reprodução

O relatório anual Global Dairy Top 20 do Rabobank, divulgado recentemente, mostra que, em 2021, a Lactalis, de capital fechado, destituiu a titã da indústria de longa data, Nestlé, como a maior empresa de laticínios do mundo.

De acordo com Mary Ledman, estrategista global de laticínios do Rabobank: “A atenção da Lactalis para o crescimento orgânico, bem como sua estratégia global de fusões e aquisições, impulsionou a empresa do nono lugar em 2000 para uma posição de liderança dominante em 2021.”

Em 2020, as empresas de laticínios enfrentaram desafios significativos devido à pandemia da Covid-19, mas no geral, o setor se saiu melhor do que o esperado, demonstrando sua resiliência. A pandemia também aumentou a consciência dos consumidores sobre os desafios ambientais.

Nas últimas duas décadas, o Global Dairy Top 20 viu a consolidação como uma constante e espera-se que isso continue. De 2001 a 2020, a receita combinada das 20 maiores empresas mais que dobrou, expandindo 3,8% ao ano. De 2010 a 2020, a China cresceu, evoluindo como um país consumidor de laticínios e o maior importador de laticínios do mundo. As duas gigantes chinesas de laticínios - Yili e Mengniu - têm metas ambiciosas de crescimento e estão procurando de forma proativa oportunidades de crescimento no exterior.

Ao longo da próxima década e além, a mudança demográfica impulsionará as oportunidades de laticínios. Mais de 35% do crescimento populacional ocorrerá na África, que continua sendo um importador líquido - e crescente - de laticínios, em grande parte importando de participantes internacionais no Global Dairy Top 20. Ainda assim, haverá bolsões de crescimento da produção doméstica regional florescente, como na África Oriental, com base na disponibilidade de recursos naturais e na estabilidade social, econômica e política. Da mesma forma, a Indonésia continua sendo um mercado em crescimento para exportadores globais de laticínios.

O Rabobank espera que a China continue reinando como o maior importador de laticínios do mundo. Em vez de ser dominado pelo mercado de nutrição infantil nas últimas duas décadas, o setor de laticínios da China terá crescimento no mercado de ‘Pratas Ativas’ (ou seja, pessoas com mais de 50 anos). Os mercados dos EUA e da UE-27 deverão estar envelhecendo e ricos, atraindo inovação e concorrência.

Fonte: Redação