Horário sem programação!

Política

Assembleia Legislativa aprova projeto que autoriza privatização da Corsan

  • 31/08/2021 - 20:30
Assembleia Legislativa aprova projeto que autoriza privatização da Corsan
Vinicius Reis/Assembleia Legislativa do RS

A Assembleia Legislativa aprovou, na tarde desta terça-feira (31/08), o projeto de lei que autoriza o governo a privatizar a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). O texto foi aprovado com 33 votos a favor e 19 contra. 

Uma das prioridades do governo agora é aprovar o projeto que cria as unidades regionais de saneamento. Com o aval para privatização, o governo abre prazo de 90 dias para que os municípios assinem os aditivos contratuais com a Corsan, possibilitando a ampliação dos serviços de tratamento de água e esgoto até 2062. 

Nesse período, seguem em andamento os trabalhos do BNDES e das consultorias contratadas para a modelagem da privatização. Depois de concluído, o material será encaminhado ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), onde já tramita uma inspeção especial sobre a privatização, e à Comissão de Valore Mobiliários (CVM), que acompanhará e fiscalizará o processo. 

Vencidas essas etapas e obtida chancela do TCE e da CVM, será marcada a oferta pública de ações na B3, a bolsa de valores de São Paulo. 

Em 2020, a Corsan obteve receita líquida de R$ 3,2 bilhões e lucro líquido recorrente de R$ 480 milhões, segundo relatório da administração. O governo aponta a necessidade de investimentos superiores a R$ 10 bilhões para atender a demanda da empresa, enquanto o plano de despesas de capital prevê investimento anual de R$ 1 bilhão.

A empresa, fundada em 1965, tem quase 5,7 mil empregados e atende pouco mais de 300 dos 497 municípios do Rio Grande do Sul.

Veja abaixo como votaram os deputados:

Votaram SIM:
Any Ortiz (Cidadania)
Eric Lins (DEM)
Beto Fantinel (MDB)
Carlos Búrigo (MDB)
Clair Kuhn (MDB)
Gilberto Capoani (MDB)
Vilmar Zanchin (MDB) 
Paparico Bacchi (PL)
Adolfo Brito (PP)
Ernani Polo (PP)
Frederico Antunes (PP)
Issur Koch (PP)
Marcus Vinícius (PP)
Sérgio Turra (PP)
Fran Somensi (PRB)
Sergio Peres (PRB)
Gaúcho da Geral (PSD)
Faisal Karam (PSDB)
Mateus Wesp (PSDB)
Pedro Pereira (PSDB)
Zilá Breitenbach (PSDB)
Fábio Ostermann (PSDB)
Giuseppe Riesgo (PSDB)
Ruy Irigaray (PSL)
Tenente Coronel Zucco (PSL)
Vilmar Lourenço (PSL)
Aloísio Classmann (PTB)
Dirceu Franciscon (PTB)
Elizandro Sabino (PTB)
Kelly Moraes (PTB)
Luís Augusto Lara (PTB)
Rodrigo Maroni (PV)
Neri, o Carteiro (Solidariedade)      

Votaram NÃO:
Dr. Thiago Duarte (DEM)
Patrícia Alba (MDB)
Eduardo Loureiro (PDT)
Gerson Burmann (PDT)
Juliana Brizola (PDT)
Luiz Marenco (PDT)
Airton Lima (PL)
Dalciso Oliveira (PSB)
Elton Weber (PSB)
Capitão Macedo (PSL)
Luciana Genro (PSOL)
Edegar Pretto (PT)
Fernando Marroni (PT)
Jefferson Fernandes (PT)
Luiz Fernando Mainardi (PT)
Pepe Vargas (PT)
Sofia Cavedon (PT)
Valdeci Oliveira (PT)
Zé Nunes (PT)

Fonte: Redação