Ouça agora

RADAR 94 - PAULO MARQUES E ALEXANDRE DE SOUZA

com PAULO MARQUES

Geral

Professor aposentado segue em busca da origem do nome de Três de Maio

  • 03/05/2021 - 11:29
  • Atualizado 03/05/2021 - 12:02
Professor aposentado segue em busca da origem do nome de Três de Maio

No dia do aniversário de 66 anos de Três de Maio, a Rádio Colonial entrevistou o professor universitário aposentado Leomar Tesche, que tem se dedicado a estudar a história do nosso município. E a origem do nome Três de Maio têm intrigado ele e muitas pessoas que gostariam de saber o motivo que levou as lideranças políticas da época da emancipação a escolherem esse nome para dar ao novo município. Poderia ter sido Buricá, já que antes de se emancipar de Santa Rosa o nome era justamente Vila Buricá.

Existe uma versão que teria sido realizado os moradores teriam sido consultados em um plebiscito para a escolha do nome. E as opções eram duas. Três de Maio ou Buricá.

Mas porquê esta data era tão significativa para os primeiros moradores do então segundo distrito de Santa Rosa? É isso que Tesche vem tentando descobrir ao longo dos anos.

Durante muito tempo difundiu-se a teoria que o nome do município deveu-se ao lançamento da pedra fundamental do Clube Buricá em 1930 e por ser a data do aniversário da associada e esposa do primeiro presidente da entidade, Nely Dahne Logemann, que muito se esforçou na construção da primeira sede social. Tesche refuta esta hipótese desde que procurou a família Logemann e ficou sabendo que Nely, na verdade, nasceu no dia 25 de dezembro.

Outra possível explicação para Três de Maio ter esse nome seria a construção da primeira residência de alvenaria da cidade após a conclusão da medição oficial dos terrenos da nova área que estava sendo urbanizada. Porém, Tesche questiona se esse marco teria realmente sido assim tão importante a ponto de dar o nome do municípios, pois já existiam casas aqui antes definição dos lotes.

Segundo Leomar Tesche, o mistério sobre a origem do nome Três de Maio ainda não foi desvendado.

- A hipótese da construção da primeira casa após o término da medição da vila me parece a mais provável. É preciso comprovar isso junto a cartografia oficial. O que sabemos é que Três de Maio não foi fundada por empresas, como alguns municípios criados na época. Aqui as famílias foram chegando e se estabelecendo aos poucos. O que também ainda está claro – conta Tesche.

Seria uma homenagem à arrojada construção do Clube Buricá ou para marcar a edificação da primeira casa de tijolos? Ou será que teria sido meramente aleatório?

O professor defende que a Prefeitura organize um arquivo público para documentar e conservar devidamente por meio dos documentos e registros oficiais a memória do nosso município.

Fonte: Redação