Ouça agora

ALVORADA MUSICAL

com PAULO MARQUES

Esportes

Com dois gols de Diego Souza, Grêmio bate o Caxias e larga em vantagem na semifinal do Gauchão

No Centenário, Tricolor fez 2 a 1 e pode até empatar na Arena que garante vaga na final

  • 02/05/2021 - 21:17
Com dois gols de Diego Souza, Grêmio bate o Caxias e larga em vantagem na semifinal do Gauchão
Porthus Junior / Agencia RBS

O Grêmio largou em vantagem na semifinal do Gauchão. Na noite deste domingo (2), o Tricolor bateu o Caxias por 2 a 1 no Estádio Centenário com dois gols do artilheiro Diego Souza. Marlon anotou para os mandantes.
Com a vitória, o Tricolor terá a vantagem do empate no jogo de volta, na Arena, no próximo domingo (9), às 16h, para avançar para a decisão. Antes, porém, o Grêmio receberá o Aragua, da Venezuela, na quinta-feira (6) às 19h15min, pela terceira rodada do Grupo H da Copa Sul-Americana.

Mesmo tendo jogado na quinta-feira (29), na Argentina, o técnico Tiago Nunes apostou por repetir a escalação da vitória sobre o Lanús para encarar o Caxias no Estádio Centenário. No lado grená, Rafael Lacerda surpreendeu com Marlon na lateral direita adiantando John Lennon para a linha de meio-campo. 
O jogo teve um desenho bem definido desde o começo. O Grêmio com a iniciativa enquanto o Caxias apostava em uma marcação no seu campo para tentar conter o Tricolor. A partida foi de poucas jogadas criativas. As primeiras chegadas dos dois times vieram em cruzamentos, de Léo Pereira no lado gremista e de Jhon Cley para o Grená.

Se estava difícil criar jogadas, o Grêmio teve sua primeira grande oportunidade a partir de uma bola roubada por Ferreira. Ele desarmou Marlon e cruzou na medida para Diego Souza, que bateu colocado para fora perdendo a chance para abrir o placar aos 17. 

O gol veio cinco minutos depois. Thiago Santos tentou o passe para Léo Pereira na área do Caxias, houve o corte parcial de Guilherme Mattis no caminho e a bola caiu nos pés de Diego Souza. Dessa vez, ele não perdoou. O artilheiro gremista bateu cruzado, no canto, sem chance alguma para Marcelo Pitol: 1 a 0.

O gol tricolor exigiu uma mudança de postura do Caxias, que saiu em busca do empate. O Grêmio não soube controlar a vantagem. Aos 38, um corte de Ruan sobrou para Tontini, que acertou uma bomba para superar Brenno, que não pôde fazer nada. O gol, porém, foi invalidade por interferência do VAR porque a bola havia tocado no braço de Giovane Gomez no momento do corte de Ruan.

A anulação do gol gerou muita reclamação do Caxias e o médico Rafael Lessa acabou levando o cartão vermelho. Seguindo a regulamento do Gauchão, o técnico Rafael Lacerda precisou deixar a casamata também por ter tido um membro da sua comissão expulso. 

O gol anulado e a perda do técnico não diminuiu o ritmo do Caxias. Aos 46, após escanteio batido por  Jhon Cley, Rafinha desviou no primeiro pau e Marlon apareceu na pequena área para desviar: 1 a 1: O clima seguiu quente e Pitol e Geromel trocaram empurrões após uma falta em Ferreira ao lado da área grená. Mais discussões aconteceram na ida das duas equipes para os vestiários.

As duas equipes voltaram sem mudanças para o segundo tempo. O Grêmio adiantou sua marcação e tentou se impor novamente nos primeiros minutos, mas foi o Caxias que levou perigo novamente na bola parada. Aos 10, Jhon Cley bateu falta, Thiago Sales ganhou no alto e cabeceou firme. O gol só não saiu porque Brenno fez uma grande defesa.

Tiago Nunes fez as primeiras alterações aos 19 minutos. Maicon e Luiz Fernando entraram nos lugares de Matheus Henrique e Léo Pereira. Em seu primeiro lance, Maicon quase marcou um belo gol. Com a qualidade conhecida, o camisa 8 tabelou com Diego Souza e apareceu na área, mas parou em defesa de Marcelo Pitol. Foi a melhor jogada gremista desde o gol no primeiro tempo. 

Logo depois, Lucas Silva entrou no lugar de Thiago Santos. O Grêmio se posicionou totalmente no campo de ataque na reta final da partida. O Tricolor, porém, rodava a bola sem encontrar espaços para as finalizações. O jogo se encaminhava para o empate até que o VAR viu um toque de Matheuzinho em Ferreira na área e chamou Vinícius Gomes do Amaral para a revisão aos 38. Após ver a imagem, o árbitro confirmou o pênalti. Diego Souza cobrou com a categoria de sempre e garantiu a vitória e a vantagem do Grêmio para o jogo de volta na Arena.

Postado por Paulo Marques

Fonte: GZH